Casa de Misericórdia realiza competições olímpicas entre os assistidos

01/09/2016 14:00


TITULO IMAGEMOlimpíadas da Casa de Misericórdia envolveram equipe e assistidos em competições.  

 

“Cantem ao Senhor e o louvem. Anunciem todos os dias que ele nos salvou. Falem da sua glória às nações; contem a todos os povos as coisas maravilhosas que ele tem feito” (Salmos 96.2-3). 

 

Embalada pelo clima olímpico, a Associação Casa de Misericórdia realizou uma saudável e animada competição entre seus assistidos de 1º a 29 de agosto, na sede da instituição em Limeira (SP). Lá, crianças e adolescentes participaram de diversas atividades recreativas envolvendo conhecimentos gerais, origens, significado e modalidades das Olimpíadas, confecção de bandeiras, mascotes, pintura e muito mais. 

A programação também incluiu períodos de oração pelas nações, além de enaltecer os princípios de paz e união nas Olimpíadas. O encerramento do torneio foi celebrado no dia 30 de agosto com a premiação dos medalhistas. 

Confira alguns depoimentos sobre as Olimpíadas da Associação Casa de Misericórdia:

“É muito válido esse tipo de evento, pois trabalha bastante com questões culturais. Como nosso projeto visa à integração a sociedade, quanto mais trabalhamos com os conhecimentos históricos e modernos, mais conseguiremos alcançar nossos objetivos” - Felipe Arosio Rocha, monitor.

“Parabenizo toda equipe pelo evento, desde a organização geral até a criatividade na realização das atividades. Foi gratificante poder participar do encerramento e receber o carinho de todas as crianças e adolescentes que ali estavam. O projeto desenvolvido pela Casa de Misericórdia é um agente transformador da sociedade. Vale a pena conhecer!” - Patrícia Siqueira, assessora administrativa. 

“Em questão pedagógica houve um conhecimento cognitivo através do lúdico. Também a socialização entre eles e a importância do esporte para o desenvolvimento físico. Eles entenderam a percepção de limites adequados à realidade esportiva e a boa convivência. Aprenderam a lidar com as perdas e ganhos. Tivemos um momento de oração pelas nações representada pelos cinco continentes. Nossa principal estratégia foi despertar neles o interesse missionário pelos povos” - Mariza Souza, pedagoga.
 
“Os jogos olímpicos foram muito divertidos. Foi bom pra mim, pois aprendi a ganhar e perder. No final comemos pizza e ganhamos prêmios. Aprendi sobre a união e a amizade e estou triste porque acabou” - Davi Henrique Ferreira, 7 anos, atendido pela Associação.

“Investir nas crianças é responder ao presente e, em conjunto, lançá-las ao futuro. São sementes de paz e esperança” - Alessandra Bonin, assistente social.

A instituição está localizada na Rua Alferes Franco, 56 – Centro. Informações pelo telefone (19) 3453.7463. 

 

TITULO IMAGEMVoluntários agitaram jogos olímpicos na instituição.  

 

 



Outras Notícias


Ministérios


Notícias


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS