Povo de Deus, não assista ao Carnaval

00/00/0000 00:00


É importante que o povo chamado pelo nome do Senhor entenda que, embora vivamos neste mundo, não fazemos parte dele, ou seja, embora estejamos convivendo com as realidades naturais e espirituais desta terra, quando confessamos Jesus Cristo como o Senhor das nossas vidas, fomos tirados desta realidade do mundo, de toda a sua influência e do seu governo maligno.

“O qual nos tirou da potestade das trevas, e nos transportou para o reino do Filho do seu amor” (Colossenses 1.13). 

Ainda que a festa do Carnaval seja parte da cultura do povo brasileiro, nós não podemos participar da cultura do mundo, mas sim buscarmos a cada dia viver a cultura dos céus. A palavra carnaval significa “festa da carne ou prazer da carne” e a palavra de Deus declara o seguinte sobre a carne:

“Porque a inclinação da carne é morte; mas a inclinação do Espírito é vida e paz” (Rm. 8.6).

O mundo jaz no maligno e o diabo sempre usou o apelo sexual como instrumento de degradação social, de perversão e como fonte de iniquidade para garantir o seu domínio sobre as vidas.

“Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive pecando; antes o guarda aquele que nasceu de Deus, e o Maligno não lhe toca. Sabemos que somos de Deus, e que o mundo inteiro jaz no Maligno” (1 João 5.18,19).

Hoje a maioria dos programas que entram em nossos lares através da televisão, até mesmo os infantis, tem conotação erótica. Nós que entendemos que somos povo de Deus, não podemos nos expor às imagens sensuais, pornográficas ou de conotação erótica. Muitos filmes, novelas, sites, etc., apelam para o erotismo, porém, neste tempo de Carnaval, o apelo sexual é ainda maior, porque no carnaval “tudo é permitido”.

Jesus disse: “A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” (Mateus 6.22-23). 

O Carnaval propaga de forma explícita a depravação, a luxúria, a banalização do sexo, a prostituição, o adultério e o pecado da cobiça. A Palavra de Deus declara:

“Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo” ( I Jo. 2.16). 

Todo pecado não confessado a Deus, abre portas para que demônios possam entrar na vida das pessoas, dando legalidades espirituais a ações malignas. O pecado de se ver imagens eróticas e sensuais (explícitas ou não) está ligado ao pecado da concupiscência ou cobiça.

Um crente nascido de novo em Cristo Jesus, jamais deveria se expor a imagens de conotações sensuais ou sexuais. Muitos crentes em Jesus Cristo não participam mais dos desfiles carnavalescos, mas trazem o Carnaval para dentro de seus lares através de programas da televisão.

O fato de termos televisão, acesso à internet, etc., não é pecado, mas são o mau uso deles que podem abrir portas espirituais para que toda sorte de influências malignas entrem nas nossas casas.

 A Bíblia diz:

“Sede sóbrios, vigiai. O vosso adversário, o Diabo, anda em derredor, rugindo como leão, e procurando a quem possa tragar” (I Pedro 5.8).

“O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância” (João 10.10). 

Quando assistimos ao Carnaval, estamos compactuando com tudo aquilo que está sendo disseminado pelo inimigo para dentro dos lares.

“Por isso digo: vivam pelo Espírito, e de modo nenhum satisfarão os desejos da carne. Pois a carne deseja o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne. Eles estão em conflito um com o outro, de modo que vocês não fazem o que desejam. Mas, se vocês são guiados pelo Espírito, não estão debaixo da lei. Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem; idolatria e feitiçaria; ódio, discórdia, ciúmes, ira, egoísmo, dissensões, facções e inveja; embriaguez, orgias e coisas semelhantes. Eu os advirto, como antes já os adverti, que os que praticam essas coisas não herdarão o Reino de Deus” (Gálatas 5.16-21).

Nós fomos tirados pelo Senhor do império das trevas, fomos lavados e purificados em seu sangue para sermos santos. A palavra santo significa “separado”, ou seja, estamos no mundo, mas separados dele. Estamos neste mundo, mas não fazemos parte dele. Neste tempo, devemos nos separar de tudo aquilo que tenta nos corromper, orar para que se abram os olhos do entendimento de cada cidadão brasileiro e que neste país se proclame um verdadeiro arrependimento, para que o Senhor cure de fato a nossa nação.

Por isso, povo de Deus,  você que tem o controle em suas mãos, não assista ao Carnaval.
 

Pr. Jefferson Camargo
Coordenador do Ministério de Libertação – CEF – Limeira/SP



Outras Notícias


Ministérios


Notícias


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS