FRUTOS DE JUSTIÇA

Deus está à procura dos frutos espirituais! Jesus Cristo disse: “Toda a vara em mim, que não dá fruto, a tira; e limpa toda aquela que dá fruto, para que dê mais fruto” (Jo 15.2). Ele espera colher da sua vida frutos abundantes. Mas eles não serão colhidos se as raposinhas conseguirem entrar na vinha que foi plantada em seu coração. As flores serão comidas e os frutos não existirão. Por isso, peça a Deus, neste momento, uma sondagem, para que o pecado seja revelado e o diabo, desmascarado. Tal qual o salmista, convide o Senhor para visitar a sua vinha, e se for necessário, para podar os ramos infrutíferos. “Oh! Deus dos Exércitos, volta-te, nós te rogamos, atende dos céus, e vê, e visita esta vide; e a videira que a tua destra plantou e o sarmento que fortificaste para ti” (Sl 80.14,15). Clame por um novo derramamento do Espírito Santo em seu coração e o fogo divino colocará todas as raposas em fuga. Sabemos que o fruto do Espírito é “amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança” (Gl 5.22). A partir do amor, todas estas virtudes do caráter de Cristo se manifestarão em sua vida. Paulo disse aos efésios: “... noutro tempo éreis trevas, mas agora sois luz no Senhor; andai como filhos da luz; porque o fruto do Espírito está em toda a bondade, justiça e verdade” (Ef 5.8,9). Portanto, no seu novo coração não pode haver inveja, murmuração, fofoca, orgulho, mentira, ira, indiferença, incredulidade, falta de perdão nem amizade com o mundo. Estas são algumas das raposinhas que, se não forem pegas, impedirão o surgimento da colheita abundante e impedirão o cumprimento do propósito divino em nós. Só depende de nós. Jesus disse: “Eu vos escolhi e vos nomeei para que vades e deis fruto e o vosso fruto permaneça” (Jo 15.16).


DEVOCIONAIS EM VÍDEOS